História da Igreja


historia1historia2historia7


A Igreja de Deus começou em 19 de Agosto de 1886 na cidade de Monroe Tennessee, na Carolina do Norte. Richard Green Spurling, ex batista e pregador, junto de Barney Creek e outras oito pessoas formaram uma União Cristã com a finalidade de seguir o Novo Testamento como um regra de fé e prática, dando-se a igualdade de direitos e o privilégio de interpretar as escrituras, foi formada a Igreja de Deus. Vinte e um anos depois o nome Igreja de Deus se tornou oficial. Dez anos após a reunião de organização, um renascimento no Shearer Schoolhouse nas proximidades Camp Creek, Carolina do Norte, introduziu a doutrina da santificação para a comunidade. A oposição a essa doutrina levou a severa perseguição, mas um espírito de avivamento prevaleceu e os crentes da Santidade experimentaram um derramamento do Espírito Santo, que incluiu o falar em línguas e cura divina. Tais experiências prepararam o caminho para a explosão do movimento pentecostal no início do século XX. Sob a liderança do nosso primeiro Superintendente Geral, AJ Tomlinson, a Igreja de Deus adotou uma forma centralizada de governo da Igreja, com uma Assembleia Geral inclusiva Internacional (1906), lançou um esforço de evangelização mundial começando nas Bahamas (1909), inaugurou a Igreja de Deus Evangel (1910), e as oportunidades educacionais estabelecidas para os ministros e membros (1918). Hoje a Igreja de Deus tem mais de 7 milhões de membros em 178 países e territórios. Cerca de 36.000 congregações ao redor do mundo, enquanto os ministérios regionais e internacionais fornecem recursos e apoio através das nossas divisões de Evangelização Mundial, Care, Discipulado, Educação e Serviços de Apoio.


 

DECLARAÇÃO DE FÉ

Nós cremos:

  • Na inspiração verbal da Bíblia.
  • Em um só Deus, existente eternamente em três pessoas, a saber: o Pai, o Filho e o Espírito Santo.
  • Que Jesus Cristo é o Filho Unigênito do Pai, concebido do Espírito Santo, nascido da virgem Maria. Que Jesus foi crucificado, sepultado e ressuscitado dentre os mortos. Que subiu ao céu e hoje está a destra de Deus como Intercessor.
  • Que todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus, e que o arrependimento é ordenado por Deus a todos como necessário para o perdão dos pecados.
  • Que justificação, regeneração e novo nascimento são operados pela fé no sangue de Jesus Cristo.
  • Na santificação subseqüente ao novo nascimento, pela fé no sangue de Cristo, pela Palavra e pelo Espírito Santo..
  • Na santidade como modelo de vida de Deus para o seu povo.
  • No batismo no Espírito Santo subseqüente a purificação do coração.
  • No falar em outras Línguas, conforme o Espírito Santo concede que falemos e que isto é a evidência inicial do batismo no Espírito Santo.
  • No batismo em água por imersão, e que todos que se arrependem devem ser batizados em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
  • Que a cura divina é provida para todos na expiação.
  • Na Santa Ceia e na lavagem dos pés dos santos.
  • Na segunda vinda pré-milenal de Jesus. Primeiro, para ressuscitar os mortos santos e arrebatar os santos vivos para se encontrarem com Ele nos ares. Segundo, para reinar no mundo por mil anos.
  • Na ressurreição dos corpos, vida eterna para os justos, e castigo eterno para os.