Sete características da liderança de Jesus

Sete características da liderança de Jesus

De acordo com a Bíblia, Jesus tinha trinta anos de idade quando começou seu ministério. E nesse tempo Ele operou milagres, curas e libertação. Tudo que fazia era perfeito aos olhos do Pai. Em tudo Jesus agradava a Deus (Lucas 3.22).

Se desejamos em tudo agradar a Deus, precisamos ser iguais a Cristo. É necessário nos espelharmos naquilo que Jesus foi e ainda é.

E, dentro desse contexto, existem sete características que nos leva a refletir sobre a personalidade de Jesus e como Ele tinha êxito em liderar.

1. Ser cheio e guiado pelo Espírito Santo. Jesus era dependente de Deus e pedia sua direção em tudo o que fosse fazer.

2. Nunca perca a oportunidade de manifestar o poder de Deus em você. Onde tinha enfermos, endemoniados, cegos, Ele curava. Onde tinha falta ou pouco alimento Ele multiplicava. Onde havia necessidade Jesus atendia e onde tinha dor curava.

3. Aprenda a valorizar as pessoas. Jesus valorizou o rico, o pobre, os homens, as mulheres, as crianças, valorizou a todos não importasse a posição em que estavam. Ele dava atenção a todos.

4. Ter disposição de servir. Amar é servir. Jesus assumiu a forma de servo na terra (Filipenses 2.7). Não tem como servir a Deus sem lavar os pés dos homens. Jesus mesmo sabendo da traição de Judas, nada tirou suas convicções, porque sabia que seu papel era servir e cumprir com seu propósito (João 13.1-17)

5. Jesus não se gloriava em Si, tudo apontava para o Pai (João 8.28; 12.49,50). Não tentava provar que era o melhor líder, porque não queria glória nenhuma. Jesus fazia tudo por causa do Pai.

6. Jesus discipulou com qualidade e profundidade. O próprio Jesus entendeu que precisava multiplicar e formar discípulos, que precisava de uma equipe. Ele não fez discípulos de qualquer jeito, Ele formou discípulos que carregaram o seu legado e tornaram-se colunas. Isso só aconteceu porque Jesus investiu com a sua própria vida.

7. Jesus se dispôs fazer a vontade de Deus. Quando Ele estava no Getsêmani, teve grande agonia, mas foi forte até o fim e cumpriu o propósito maior, que tinha o objetivo de salvar a humanidade.

Natasha Carvalho – com ideias da pastora Elisete Oliveira

Comments are closed.