Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça

“Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos”. (Mateus 5.6)

Às vezes, quando pensamos em justiça, vêm à nossa mente coisas grandes, por exemplo, um político devolver milhões de reais que havia roubado e cumprir pena em prisão pelo ato; o Governo investir o valor prometido nos setores da saúde e da educação etc. Isso é justo, claro. Mas também precisamos voltar nossos olhos para os pequenos atos de justiça, que, muitas vezes, podem não ser vistos ou reconhecidos, mas nos deixam satisfeitos, com a consciência em paz, e agradam o nosso Deus.

Não furar filas, devolver as moedinhas a mais que a moça do caixa deu de troco, não fazer carteirinha de estudante falsificada para pagar meia entrada no cinema etc., não comprar carteira de habilitação, CDs – e outros produtos – piratas, não estacionar em vagas de deficientes físicos, não fazer “gato” na energia elétrica. Estes são alguns exemplos de atitudes justas que, como cidadãos – e, principalmente, como cristãos -, devemos ter. Para ajudar, antes de fazer algo, podemos perguntar a nós mesmos: Cristo faria isto? (Filipenses 2.1-5).

:: Dayane Nascimento [@dayanecristinan]Foto: unsplash.com

Comments are closed.